1

Memórias de uma Gueixa - Arthur Golden

Posted by Bruna Fernandes on 11:56 in

Editora: Imago
Autor: Arthur Golden


‘A dor é uma coisa muito esquisita; ficamos desamparados diante dela. É como uma janela que simplesmente se abre conforme seu próprio capricho. O aposento fica frio, e nada podemos fazer senão tremer. Mas abre-se menos cada vez, e menos ainda. E um dia nos espantamos porque ela se foi.



A história da gueixa Nitta Sayuri começa na pequena vila onde mora, em Yoroido. O texto é leve e em primeira pessoa. A narrativa é bastante coerente, nos dando a impressão de que Chyio, o nome de batismo de Nitta, realmente existiu e viveu como descrevia. No início do livro em ‘Nota do Tradutor’, inclusive, há um trecho em que ele afirma ainda ouvir as fitas narradas por ela, contando que a gueixa morreu no ano anterior á publicação do livro, porém, depois o autor afirma que Sayuri, como é chamada, é um personagem completamente fictício, embora o contexto de guerra no Japão de 1930 e os traços da vida de uma gueixa sejam reais. Sua publicação ocorreu em 1997.

É uma história muito envolvente que me fez pensar até que ponto um ser humano precisa lutar para sobreviver. Como ela mesma diz, a vida por ter sido dura, era bastante real.

A vida das gueixas, que nos parece tão glamurosa e artística, nada mais é do que um jogo de interesses embutidos em um lindo e caro quimono. Mulheres que entretêm executivos em troca de dinheiro e proteção.
A cultura japonesa é muito rica e sem dúvida interessantíssima, mas não se pode negar que por serem muito inteligentes e bem sucedidos em negócios, invenções e tecnologia, acabam sendo também, extremamente individualistas, ao meu ver.

Minha intenção não é criticar o modo de vida dos japoneses, mas sim, analisar de um outro ângulo tudo que esse país acrescenta na história mundial.
Algo que me chamou bastante a atenção neste livro foram as frases ditas por Sayuri e suas comparações. Ela utiliza apelidos como ‘Dr. Caranguejo’, ‘Abóbora’ e ‘Sr.Lagarto’, que podem soar como ofensas, mas são, na verdade, uma maneira de proteger o real nome do personagem.

Sayuri conquista sua posição de gueixa com muito sacrifício e obtêm êxito em sua jornada, sendo requisitada por muitos homens, porém, ela nutre um afeto pelo presidente da Eletrônica Iwamura, a quem apenas chama de ‘Presidente’. A forma como este ponto se desenrola é bastante peculiar.



'O coração tem uma morte lenta. Perde-se a esperança como as árvores perdem as folhas, uma a uma.'

É um livro extenso que conta de forma aberta e simples, detalhes que normalmente uma gueixa não conta sobre sua vida ou sua cultura.

O filme causou polêmica no Japão, mas acredito que esta polêmica, deve-se principalmente a uma característica desta história: ela é um relato verdadeiro da vida difícil que os próprios japoneses viveram no período de guerra.

1 Comments


Muito legal o livro e sua resenha. É um livro que talvez eu leria. Mas como sempre me apaixono pela capa kkk com esse não foi diferente. Que capa mega!!!

Copyright © 2009 Faz de Conta All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive. Distribuído por Templates