0

Mudando de endereço!

Posted by Bruna Fernandes on 07:33 in

Ohzjrgwr758_largeComo muita gente sabe, quem tem blog está sempre pensando como melhorar e inovar. No meu caso, eu tinha ideias mas não sabia bem como concretizá-las. Foi quando eu chamei o Dan pra me dar uma 'help' e a coisa começou a andar. Eu inventava e ele fazia. Quando criei o blog, foi mais para arquivar resenhas e textos, mas conheci muita gente legal, fiz parcerias com autores que visitam o blog mesmo quando fico um tempo sumida rsrs, então senti a necessidade de melhorar, eu tinha a sensação de que algo podia evoluir. Então, resolvi mexer na plataforma. Uso o blogspot desde que criei a conta, depois vi que existem outras plataformas um pouco mais complexas, mas também mais profissionais. Então vi que o Wordpress tinha essa cara que eu queria dar ao blog, já há algum tempo. Então, amigos e autores que já conheciam o Faz de Conta aqui no endereço do blogspot, vamos funcionar agora neste endereço aqui. Ainda não domino bem o Wordpress, mas espero que dê tudo certo! Obrigada a todos que, em algum momento, dedicaram algum tempo lendo algo postado aqui!
Então, fica o convite para você dar uma olhadinha em como ficou o blog na nova plataforma. Ainda falta alguns retoques, mas está caminhando.

Vejo você lá!

Beijos!





4

Faz de Conta Entrevista: Leila Rego

Posted by Bruna Fernandes on 14:40 in

Olá!

Muitos leitores aqui já conhecem o trabalho da autora Leila Rego, idealizadora da série 'Pobre Não Tem Sorte' e outros títulos. Mas nesta entrevista, Leila conta um pouco sobre sua série de sucesso e como entrou no universo literário. Esta paranaense cheia de talento para a escrita conta também como 'Mariana', sua personagem da série PNTS 'veio ao mundo. Esta paranaense, que escrevia para aliviar o stress, transformou o hobbie em profissão. Confira!



1 – Primeiro, gostaria que contasse um pouquinho de sua trajetória literária.

Eu escrevo há seis anos. Tenho três livros publicados – os dois primeiros volumes da série 'Pobre Não Tem Sorte' e o 'Amigas (im)perfeitas'. Escrevo romances, comédias românticas ou, como é mais conhecido, chick-lits. E adoro o que eu faço. Além dos três livros publicados já tenho dois finalizados e aguardando revisão da editora. Aguardem!

2 – Como decidiu se tornar escritora?

Até uns sete anos atrás eu trabalhava como Analista de Recursos Humanos em uma multinacional americana em São Paulo capital. O ambiente lá era “superpesado” em termos de pressão, estresse, competição, etc... Para aliviar essa carga de tensão, eu escrevia histórias diversas, contos, crônicas, etc. Era o meu hobby. Sempre gostei de escrever, até mesmo histórias para ler pro meu filho dormir à noite. Deixava minha mente vagar e ia escrevendo em um caderno. Dessas histórias, nasceu a personagem Mariana, protagonista da série PNTS. Gostei tanto dela que fui criando ambientes para ela, depois um enredo e outras personagens... Sentia tanto prazer ao escrever a história da Mariana que eu me via incluída em sua história, querendo criar mais coisas, mais cenários, mais complicações... E foi assim, dessa forma natural e despretensiosa que me tornei escritora.  Mariana me incentivou!  

3 – Em ‘Pobre Não Tem Sorte 1’, você narra as aventuras de Mariana, uma alpinista social muito divertida. Em que autores, personagens ou pessoas você se inspirou para compor a protagonista?

Realmente, a Mariana se tornou uma alpinista social e queria atingir seus objetivos a qualquer custo. Sua futilidade é proposital, pois queria falar do consumismo exagerado, de valores distorcidos e da obsessão por marcas e status que muitos têm. Esses fatos sempre me incomodaram de alguma forma. Sei que a culpa é desse mundo capitalista de hoje que nos “escraviza” desde cedo. Afinal, antes de sermos leais, honestos, bons e educados temos que ser lindos, magros, descolados e andar na moda. Cansada dessa realidade, achei que seria bacana falar desse assunto e levar as pessoas a refletir. A Mari foi inspirada em várias “Maris” que vi, conheci, convivi ao longo da vida.

4 – Você acredita que o consumismo faça parte da vida moderna?

Sim, com certeza. Todos nós somos consumistas. Precisamos consumir para sobreviver. O que eu vejo de errado no consumo é a falta de dosagem, especialmente do que é supérfluo. Tudo que é exagerado faz mal. E foi observando esse lado do consumismo que escrevi a série PNTS.

5 – Você recebe muitos e-mails de leitoras?

Recebo sim. Ainda hoje pela manhã eu recebi dois e-mails de alunas de uma escola no interior de Minas Gerais, onde meu livro está sendo divulgado. Nossa, me emocionei demais com o carinho das meninas. É tão recompensador saber que meus livros emocionaram alguém.

6 – Tem algum projeto literário em vista?

Como disse, tenho dois romances inéditos prontos (sendo revisados) e estou escrevendo o PNTS3, que foi pedido pelos leitores. Muita coisa boa ainda vai acontecer esse ano. Vocês não perdem por esperar. (risos).

7- Quem são seus autores nacionais preferidos?

Nossa, tem muito autor talentoso nesse país. Admiro muito a escrita e a sensibilidade de Martha Medeiro, Clarissa Corrêa. Meus amigos do Novas Letras, Patrícia Barboza, Tammy Luciano, Fernanda França e Enderson Rafael também mandam muito bem.


8 – Você acredita que o gênero ‘Chick – lit’ tem crescido no Brasil?

O Chick-lit é um gênero que quase todo mundo gosta porque é uma leitura leve e relaxante. E que, sim, tem ganhado espaço nas prateleiras e nos corações dos leitores brasileiros.

9 – A capa de ‘Pobre Não Tem Sorte’ é bastante significativa. Como foi o processo de escolha da arte?

Quando a editora me perguntou como eu imaginaria a capa para o livro eu pensei na Mariana em frente ao espelho. O que reflete é o que ela quer a qualquer custo, mas a imagem real é outra coisa: é a sua realidade. Acho que acertei, pois a capa sempre chama atenção de quem pega o livro nas mãos.

10 – Gostaria que deixasse um recado para os leitores e autores que estão lendo esta entrevista.

Obrigada pelo apoio e por divulgar os autores nacionais, em especial ao meu trabalho. E aos leitores, peço que leiam mais nossos livros. Vocês irão se surpreender com tantas histórias lindas.
Um beijo no coração.







1

FDC: Lojinha Virtual!

Posted by Bruna Fernandes on 06:59 in
Olá!

Não é de hoje que estava com vontade de montar um espaço onde eu pudesse trocar meus livros já lidos e assim ter espaço para novos. Depois, pensei bem e me lembrei de um site chamado Kauplus, onde você pode criar a sua própria lojinha virtual vinculada á sua página no facebook. E foi o que eu fiz! Me empolguei um pouco e coloquei, além de livros ( ainda estou fotografando e catalogando outros títulos), ítens fofinhos e futuramente, artigos literários. É super prático criar a lojinha pela Kauplus. Gostei da praticidade e da facilidade de divulgação. Você pode curtir seus ítens preferidos e adicionar á sacola, sem grandes complicações.

Acabei conhecendo outros seguimentos de produtos, como cosméticos, camisetas divertidas, cases para Iphone sendo vendidos através do sistema de loja virtual. Até cursos á distância dá para encontrar. Para se cadastrar, basta seguir o passo a passo e adicionar fotos dos produtos que você deseja vender. Dá para dividir em categorias, caso a sua lojinha tenha produtos variados.

Separei alguns ítens da nossa loja para você ter uma ideia:

Anel Bigode Branco               Anel Bigode Vermelho


    Brinco Caveirinha   Anel Borboleta 





0

Pobre Não Tem Sorte - Leila Rego

Posted by Bruna Fernandes on 11:34 in
                       
Autora: Leila Rego
Editora: Allprint


Mariana Louveira, nascida e criada em Presidente Prudente, é do tipo que não se contenta com qualquer coisa. Ela quer 'subir na vida' e, com bom humor e muita dedicação, ela foca sua vida em seu projeto de 'alpinista social'. Seu namorado Edu, faz parte do mundo que Mariana sempre sonhou estar, e ela só quer saber de se casar logo com ele e ter a vida que sempre sonhou, ah e é claro, ganhar o prêmio PCP (Personalidade Chique de Prudente). Calma! Você está pensando que Mari é uma protagonista detestável e interesseira? Nada disso, com muita desenvoltura e espontaneidade, ela prova que é chique sim, mas tem valores como qualquer outra menina.

Quando comecei a ler 'Pobre Não Tem Sorte' me identifiquei de cara com Mariana. Ela é do tipo de protagonista real, que poderia ser uma de nós. Eu não sou muito fã de compras, bolsas e sapatos, mas muitas opiniões bateram. Ela tem um sonho sim, e não esconde de ninguém onde quer chegar, mas ao longo dos fatos, ela vai percebendo que existem coisas muito mais importantes na vida. 'Pobre Não Tem Sorte' além de ser engraçado, tem uma narrativa muito leve. Quando você pensa que tudo está caminhando na mais perfeita ordem, a narrativa te surpreende e você vibra, se emociona e se diverte como se fosse a própria. Não conhecia algumas marcas de roupa, que Mariana cita como se fossem de estimação, achei super original. Mesmo com a ambição de Mariana escrachada o tempo inteiro, é impossível ter algum sentimento negativo pela protagonista. Embora muito determinada e talentosa para organizar eventos e convenções sociais, Mariana se perde um pouco e acaba arriscando o que realmente importa, que são seus valores e convicções. Ser chique, tudo bem, mas focar a vida nisso, não é tão interessante. Há uma lição muito legal embutida na comédia que é a vida da protagonista. Os apelidos que ela dá para a sogra são imbatíveis. 'Jararaca-de-óculos-Prada' e coisas do tipo, me fez rir muito!


 Eu li o livro inteiro sem perceber! Quando me dei conta, já estava procurando o segundo para ler. Qual foi o meu alívio pela autora ter me enviado os dois volumes além de marcadores super fofos autografados. Muito obrigada Leila! 

Não conhecia o universo 'Chick-lit' muito bem, até hoje, li poucos livros do tipo, mas posso dizer, sem dúvida, que PNTS é um representante forte do gênero.

Já tinha lido algumas resenhas, todas positivas, e sempre tive vontade de ler. Realmente, é tudo que dizem. Alguns personagens ficam em segundo plano, como a irmã dela, mas não tem nenhum fio solto. 

O Edu, namorado dela, é muito paciente! Até demais! Mas ainda sim, é bastante realista, como o livro inteiro. Não tem nada fantasioso ou de difícil identificação. Quem não tem uma tia mala, alguém na família que adora uma excursão ou coisas do tipo?


O livro é narrado em primeira pessoa, o que cria uma identificação ainda maior com o personagem, que conversa e dá dicas para a leitora.

Achei a capa super original. É do tipo que você entra na livraria e chama logo a atenção. Normalmente não gosto muito das capas de livros nacionais, mas essa foi bem pensada.


'Pobre Não Tem Sorte' já possui uma continuação entitulada 'Pobre Não Tem Sorte 2 - Alguma Coisa Acontece No Meu Coração'. Já estou lendo, entenda 'devorando', e muito em breve, teremos resenha!

E aí, já leu? Ficou com vontade? Dá uma passada lá no site da autora para conferir as novidades e adquirir logo o seu!






Leila Rego, autora de 'Pobre Não Tem Sorte' e outros títulos, é paranaense mas atualmente mora em São Paulo com seu marido e filhos. Leila também é autora de 'Pobre Não Tem Sorte 2 - Alguma Coisa Acontece No Meu Coração' e 'Amigas (im)perfeitas - Juntas no amor, na dor e no rock 'n' roll'. 






1

Parceria Faz de Conta e Leila Rego

Posted by Bruna Fernandes on 12:27 in



Olá!

É com muita satisfação que anuncio a parceria entre o Faz de Conta e a autora nacional Leila Rego! Dá uma passadinha no site da autora, tem bastante novidade legal!

Leila lançou seu livro de estreia em 2009, entitulado 'Pobre não tem sorte'. Em 2010, lançou o segundo livro da série, 'Pobre não tem sorte 2 - Alguma coisa acontece no meu coração', que foi o vencedor do Prêmio Codex de Ouro de melhor Chic-lit de 2011. Em 2012, Leila lançou outro livro, nomeado 'Amigas (im) perfeitas - juntas no amor, na dor e no rock´n roll publicado pela Editora Gutenberg. Leila mora em Vinhedo, São Paulo com seu marido e seus dois filhos. 

Estou super ansiosa para ler 'Pobre não tem sorte' e resenhar! 

Beijos e até a próxima!







1

Domínio Público: Baixe Legalmente

Posted by Bruna Fernandes on 15:57 in


774464_10151629749023852_414511815_o_large



Não é de hoje que se discute a questão do download gratuito. Uns consideram crime, outros defendem a liberação do conteúdo online. O fato, é que, ilegalmente ou não, os sites que ainda disponibilizam o download ainda recebem muitos acessos.



A boa notícia é que existem obras literárias que já caíram em domínio público,ou seja, podem ser baixadas legalmente sem a necessidade de prestar contas ao autor da obra. O direito da propriedade intelectual protege o acervo de obras intelectuais e culturais, para que não sejam reproduzidas indevidamente, ou seja, sem dar o crédito ao autor. Eu já passei por isso e posso garantir que não é uma experiência legal. Por isso, registro tudo que escrevo lá na Biblioteca Nacional. Mas no Brasil, obras cujos autores tenham falecido há mais de 70 anos já não possuem mais o respaldo da lei e podem ser baixadas sem o menor problema.

Pesquisando na internet, encontrei alguns sites que disponibilizam obras literárias gratuitas.

Universia - Reúne mais de mil obras diversas, inclusive textos acadêmicos.


Open Library - O Open Library é um projeto que pretende reunir todos os livros já escritos, de todos os assuntos.


Portal Domínio Público - Site fornecido pelo Ministério da Educação.Oferece download de mais de 350 obras.



Alguém aí já baixou obras que já caíram em domínio público? 

1

Férias / Feriado de Carnaval

Posted by Bruna Fernandes on 06:01 in
Olá!

Faz muito tempo que não venho aqui postar nada, eu sei. Mas nesses últimos dias, fui tomada por uma sensação de que falo para as paredes aqui no blog e também de desânimo, falta de tempo e muitos acontecimentos se desenrolando na minha vida. Agora em Janeiro, eu fui para São Paulo passar férias e logo depois comecei a trabalhar em horários totalmente diferentes. Em São Paulo mesmo, tive a idéia de criar uma lojinha virtual relacionada ao blog e de fato, criei. Logo depois, fiquei sem internet e não consegui dar a atenção necessária á lojinha. No carnaval, pude concretizar meu tão sonhado curso de mergulho. Eu e o Daniel fomos para Angra dos Reis - RJ, ver peixinhos, ouriços e outras criaturas marinhas. Foi uma experiência muito enriquecedora. Nunca tinha viajado antes por mim mesma. Foi incrível! Mas junto com tantas novidades e coisas acontecendo, veio a absoluta falta de tempo para postar e a sensação de que o blog estava ocupando um tempo cada vez menor na minha vida. Os sorteios e tudo que eu tinha planejado para o blog ainda estão no papel e o tempo passou. Quando comecei a estudar Jornalismo, pensei em criar matérias super legais, mas também é outra ideia que ainda não se concretizou.

Não costumo fazer este tipo de post porque eu acho que foge um pouco da proposta. Criei o blog para falar de livros, compartilhar experiências literárias e conhecer novos autores e editoras. Tive muitas experiências e parcerias legais até hoje. Me lembro do dia em que fechei a primeira parceria com autor independente. Foi com o Diogo de Souza, autor de 'Fuga de Rigel' e depois a minha vontade de conhecer novos autores e ir em busca disso foi se tornando uma parte boa do meu dia. Mas todo mundo sabe que para se ter um blog ou um canal na internet, é necessário tempo, muita dedicação e divulgação, algo que com o trabalho e a faculdade, não tenho conseguido mais. Por isso, hoje, resolvi vencer o desânimo e resgatar essa parte boa do meu dia.

Separei algumas fotos para fazer um compacto do monte de coisas que aconteceram entre as férias de Janeiro e o Carnaval.


Mergulho 

Batismo de Mergulho e Conclusão do Curso

Ida ao shopping para assistir 'As Aventuras de Pi'

Aprendendo a andar de bicicleta no Parque Villa Lobos

Ano Novo 

Presente lindo: 'O Mundo de Sophia' *.*

E ai, como foi o feriado?


Copyright © 2009 Faz de Conta All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive. Distribuído por Templates